Os 62% e a impotência

Eu gostaria muito de saber se onde vem essa cultura de que nada adianta a revolta popular para modificar ou fazer esse pessoal, que teoricamente deveriam nos representar no congresso e nos cargos executivos, repensar o modo como reajustam seus salários. Qual o critério para aumentar seus próprios salários em 62%? Como se ganhassem mal.
Vergonha é pouco. A vergonha que sinto chega a ser nojo. Mas aí eu olho pra rua, pras pessoas. Tem gente que reclama? Sim! Com seus amigos no transporte público, ou caminhando na rua, ou no cafezinho do trabalho. E só. Então, minha vergonha passa. Porque se essa é a nossa única reação como sociedade, então, de alguma maneira, isso é aceitável.
Vasculhando a história, veremos que houve revoltas por conta de aumento de impostos, por conta de vacina e por conta de um monte de outras coisas. Vemos que nossos vizinhos porteños sabem muito melhor como comprar a briga, com seus panelaços insurdecedores, mundialmente reportados em jornais e na TV.
Por aqui: é vida que continua. “Ah, nossa classe política fede mesmo!”; “Vou sair do país!”; “Por isso que voto nulo!”. Grandes porcarias! Ninguém é corajoso o suficiente (e eu me incluo nesse grupo) para fazer o que realmente importa e chama a atenção. GREVE GERAL!
Sim, porque ir à Brasília em massa é praticamente impossível e envolve muito mais que uma simples paralização. Agora, uma greve geral, com passeatas em todas as grandes capitais, panelaço, buzinaço ou qualquer aço que se queira, isso sim faria efeito. O povo mostrando que não concorda de maneira nenhuma com isso. Será que ainda vejo alguma força política nesse país com o poder suficente para convencer as pessoas a fazerem isso? Espero que sim.

Anúncios
Esse post foi publicado em Lugar comum e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Os 62% e a impotência

  1. O Bruto disse:

    Perfeito!!!! Concordo exatatamente em tudo. Confesso que me enquadro em um desses. Voto nulo, não aperto mão de politico e etc… .
    Sou como um grão de areia, e que nada posso fazer só, Mas se todos pensasem como vc, e fossem a favor da Greve geral, com certaza aí sim daremos uma resposta a altura, para esses safados que mesmo eleitos pelo povo, são capazes de cometer essa covardia.

    • Marcelo disse:

      Até tu, Brutus! 🙂
      Mas sério: quem me dera ter a força para fazer isso acontecer! Me considero um “grão de areia” também.

      Seja bem vindo!

  2. Dona Mila disse:

    Um grão de areia ou uma pedra, ambos afundam… (sabe do que to falando?)

    Sou a favor de algo mais ilegal: chegando janeiro, mês de tomar na bunda de tanto imposto, sonegar TUDO. Não pagar IPTU, IPVA, autônomos não declararem IR… dependendo da adesão do comércio / indústria, bastaria um segmento pra quebrar a banca. Quero ver se cabe essa galera toda na dívida ativa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s