Encontrado

Eu podia falar de ódio. De como odeio as chamadas “pessoas” que matam outras, sem o direito de defesa e/ou por um motivo torpe, como o roubo ou o adultério.

Eu podia falar de injustiça. Por ter falecido um dos caras mais bacanas com que tive contato no trabalho. Sempre educado, só o vi perder as estribeiras uma vez ao telefone (e garanto que o esporro que a fulana levou foi mais do que merecido).

Eu podia também falar de tristeza. Apesar de sabermos que a vida termina mais cedo ou mais tarde, quando é mais cedo, é ruim. E quando é mais cedo e da forma como foi, é muito pior.

Mas em vez de falar dessas coisas, eu vou falar de alegria e alívio. Alegria por saber que Carlos foi um grande amigo e proporcionou momentos ótimos enquanto convivemos e trabalhamos juntos. Alívio de saber o que aconteceu, sem ter mais a falsa esperança que rondam outros casos de desaparecimento.

Esse é o meu adeus… descanse e quem sabe a gente não se esbarra, mais cedo ou mais tarde.

Au revoir, mon ami!

Anúncios
Esse post foi publicado em Raridades e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Encontrado

  1. Hellen disse:

    Ah, jura?

    Que pena. Eu estava na torcida para que ele fosse encontrado bem.

    Meus pêsames à família e aos amigos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s